Pesquisar:

CADASTRE-SE AQUI:


Nome:

E-mail:

Por: Corridas de cavalos

Turfe - Etapa da tríplice coroa do cavalo de corrida brasileiro teve polêmica e desclassificação

05/03/2018 às 13:43:57

2ª etapa da Tríplice coroa do turfe 2018 / Imagem

 

O melhores cavalos de corrida estiveram em ação no jockey club brasileiro nas segundas etapas da tríplice coroa do turfe, muita pata de cavalo nos bons clássicos que completaram a grade de eventos do domingo JCB.

 

Na desclassificação de Arrocha, Olimpo leva o GP Francisco Eduardo de Paula Machado (G1)

Em final apertado, com meio corpo de diferença entre os dois primeiros, Arrocha finalizou em primeiro, mas por prejuízos a Olimpo, acabou desclassificado em favor de Olimpo, que assim levou a melhor no Grande Prêmio Francisco Eduardo de Paula Machado (G1) – 2ª Etapa da Tríplice Coroa de Produtos. A carreira, em 2.000 metros, pista de grama pesada, foi uma das atrações da jornada deste domingo, 04 de março, no Hipódromo da Gávea.

Brilharam o consagrado Dulcino Guignoni, multicampeão da carreira, e um dos mais consagrados do Esporte dos Reis no país, e Marcelo Gonçalves, jóquei de inúmeras qualidades e já campeão das duas maiores provas do turfe nacional – GPs Brasil e São Paulo, ambos com Dono da Raia. O Haras São José da Serra é um celeiro de craques e coloca mais um troféu de G1 em sua galeria.

Partida boa para o numeroso lote, Bold Retriever e Luchese saíram na frente. Luchese fez questão absoluta do primeiro posto e Bold Retriver ficou recolhido no segundo posto. Juan Manuel Fangio, Arrocha, Or Noir, Olimpo, Olympic Hanoi, El Zorro, Bom Gosto, Quarteto de Cordas, Orange Box, Fantastic Boy, Fortune Danz, Noite Grande e Highlander Again vinham na sequência. Bold Retriever começou a apertar o cerco para cima de Luchese. Arrocha vinha quarto, bem. Olimpo melhorava pela cerca.

arrocha e olimpo

Em plena reta final, Bold Retriever entrou dominando. Arrocha surgiu com ação avassladora pelo meio de raia. Olimpo progredia pela cerca. Arrocha dominou o páreo de viagem e colou na cerca. Olimpo teve de ser levantado e reacionou para cima de Arrocha e os dois chegaram ao espelho com meio corpo de vantagem para Arrocha. Orange Box chegou voando em terceiro, com Noite Grande, em bela performance no quarto posto, e o regular Fortune Danz fechou o marcador. Marcelo Gonçalves , jóquei de Olimpo, reclamou contra Marcos Mazini, piloto de Arrocha, e a CC do JCB entendeu por desclassificar Arrocha em favor de Olimpo.

Treinado por Dulcino Guignoni no CT Vale da Boa Esperança, Olimpo é um 3 anos, filho de Redattore e Op Colony, por New Colony, de criação e propriedade do modelar Haras São José da Serra. Na sua terceira vitória, a primeira nobre e logo de G1, em dez performances, Olimpo parou os cronômetros em 2min01s97.

 

Silence Is Gold reina absoluta no GP Diana (G1)

Após uma corrida abaixo do padrão Silence Is Gold de qualidade – entrou 4º no Possolo, quando apareceu com mais 17 kg, por seu treinador ter aliviado seus matinais no CT – a melhor potranca da Geração mostrou todo seu potencial na maior e mais importante prova para as fêmeas de 3 anos no mundo, o Grande Prêmio Diana (G1).

Se já era uma expoente entre as nascidas em 2014, agora com o triunfo no “Derby das Potrancas”, Silence Is Gold adicionou um selo de excelência definitivo não só na sua campanha nas pistas, mas na sequência, quando ingressar na reprodução. A carreira, em 2.000 metros, pista de grama pesada, foi a atração central da jornada deste domingo, 04 de março, no Hipódromo da Gávea.

 Julio Cezar Sampaio e Carlos Lavor foram brilhantes em suas funções para a potranca do Stud São Francisco da Serra, de “Sir” Tony Ribeiro Pinto. Sampaio trouxe Silence Is Gold com menos 15 kg e tinindo. Carlos Lavor deu uma direção perfeita na ganhadora e coroou o importante dia do 1º aniversário de seu pequeno filho, Arthur, o bebê mais festejado da Tribuna dos Profissionais quando vem ao hipódromo e importante incentivo para Lavor manter a ótima forma e seguir lutando com jóqueis 15, 20, 25 anos mais novos que ele. Criação do Haras São José da Serra, que assim venceu as duas melhores carreiras do dia

Após a excelente largada, Lepate Goose pulou na frente, porém Firmeza engrenou forte e assumiu o comando das ações. Future Queen veio aberta e passou para segundo. Guanabara, Lepate Goose, Sea Dream, Silence Is Gold, Frutada, Fanciful, Etrusca, Per-Piacere, Aigua, Jolie Mabi, Irina Palm, Oops, Extraordinária e Betting Site vinham a seguir. Puxando um ritmo de acordo com a categoria das inscritas, Fimeza mostrava o caminho às adversárias. No quinto lugar, Silence Is Gold empurrava as rivais da frente, fazendo força.

No momento da decisão do icônico Diana 2018, Firmeza ainda era a ponteira, mas não mostrava força para vir até o final. Future Queen apresentou-se, mas o sabor da liderança se mostrou efêmero. Uma máquina de correr surgia embalada pelo meio da pista. Ajustada por Carlos Lavor, Silence Is Gold passou de viagem, pegou o primeiro lugar e não deu chance às rivais, mostrando sua enorme superioridade. Potranca de ótimo valor também, Sea Dream ainda tentou descontar sobre Silence Is Gold, em vão. O segundo lugar evidenciou a excelente potranca que Sea Dream é. Per-Piacere, Irina Palm e Future Queen fecharam o marcador remunerado.

Julio Cezar Sampaio

Apresentada com a eficiência de sempre por Julio Cezar Sampaio, Silence Is Gold é uma 3 anos, filha de Agnes Gold e Olympic Firstclass, porFirst American, criada pelo Haras São José da Serra e defensora das sedas do Stud São Francisco da Serra. Na sua sexta vitória, todas nobres – GGPPs Margarida Polak Lara (G1), Mariano Procópio (G2), Francisco Villela de Paula Machado (G2), Adayr Eiras de Araujo (G3), e o Clássico Ministério da Agricultura (L.) -, Silence Is Gold parou os cronômetros em 2min03s17.

 

Easiest Way esbanja categoria no GP Riboletta (G3)

Égua de impressionante padrão de carreira e, como bem disse o narrador Thiago Guedes, cada dia mostrando mais consistência, Easiest Way esbanjou classe em sua vitória no Grande Prêmio Riboletta (G3). A carreira, uma justa homenagem a uma das grandes éguas do turfe nacional e que laureou-se nos EUA, foi realizada em 2.000 metros, pista de grama pesada, e uma das atrações da reunião deste domingo04 de março, no Hipódromo da Gávea.

 Trazida do CT Araras em forma soberba por Christiano Oliveira, Easiest Way é uma 4 anos, filha de Adriano e Smile Jenny, por Wild Event, de criação e propriedade para o Haras Santa Maria de Araras. Na sua quinta vitória, em dez apresentações, a terceira clássica, Easiest Way parou os cronômetros em 2min04s12.

Easiest Way

 

 

Comandante Dodge e Super Rapha, dobrada da Coudelaria Família Monteiro no Clássico Orsenigo (L.)

Domínio total das cores tricolores da farda da Coudelaria Família Monteiro com o prevalecimento de Comandante Dodge e Super Rapha no Clássico Orsenigo (L.). A carreira, uma justa homenagem do JCB a uma das melhores importações realizadas pelos irmãos Seabra na história do turfe nacional, foi realizada em 1.000 metros, pista de grama pesada e destaque da reunião deste sábado, 03 de março, no Hipódromo da Gávea.

Apresentado com a competência habitual pelo multiconsagrado Dulcino Guignoni, Comandante Dodge, é um 6 anos, filho de Dodge e Free Wind, por High Yieldi, criado pelo Haras Anderson e defensor das sedas da Coudelaria Família Monteiro. Na sua 10ª vitória, a terceira nobre, com destaque absoluto para o GP Major Suckow (G1), em 2015, Comandante Dodge parou os cronômetros em 58s07.

 

por Fernando Lopes –

fotos: Sylvio Rondinelli

fotos: Gerson Martins & Victor Antunes

fonte:

http://www.jcb.com.br/home/noticias/142237/comandante-dodge-e-super-rapha-dobrada-da-coudelaria-familia-monteiro-no-classico-orsenigo-l/ 

http://www.jcb.com.br/home/noticias/142322/na-desclassificacao-de-arrocha-olimpo-leva-o-gp-francisco-eduardo-de-paula-machado-g1/

http://www.jcb.com.br/home/noticias/142300/easiest-way-esbanja-categoria-no-gp-riboletta-g3/ 

voltar





informações sobre o colunista:
- E-mail:
[email protected]
- Nome Coluna: Rede Equestre
- Última postagem:




© 2014 - jornalequestre.com - O Hipologista. Todos direitos reservados. É proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.