Pesquisar:

CADASTRE-SE AQUI:


Nome:

E-mail:

Por: Cena Clássica

Hipismo - cavaleiros brasileiros nas provas internacionais de saltos

12/03/2018 às 10:45:14

 

Jogos de hipismos internacional no EUA está atraindo atenção do mundo inteiro e a elite de cavaleiros Brasileiro de Hipismo estão fazendo bonito, confira a atualização desta semana.

Show brasileiro com Rodrigo Pessoa e Rodrigo Lambre em GP, a 1.60 metro, nos EUA

Rodrigo Pessoa com Chaganus e Rodrigo Lambre com Colemana foram, respectivamente, vice e 3º em GP FEI 5*, a 1.60 metro, com U$ 384 mil em premiação, no Winter Equestrian Festival. A temporada nos EUA faz parte da preparação e observação para formação do Time Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2018.

A noite do sábado, 10/3, foi de chuva e boas disputas no GP 5* Douglas Elliman Real Estate , a 1.60 metro e nada menos que U$ 384 mil em jogo, na 10ª de 12 semanas do Winter Equestrian Festival, maior e mais longa competição do hipismo mundial que segue até 1 de abril, no Palm Beach International Equestrian Center, em Wellington, Flórida (EUA). Dos 40 conjuntos, seis habilitaram-se ao desempate, entre eles, dois brasileiros: o campeão olímpico Rodrigo Pessoa com Chagauns e Rodrigo Lambre apresentando Coleman.

A armação de pista foi de Alan Wade da Irlanda, escalado para idealizar os percursos dos Jogos Equestres Mundiais 2018, em Tryon (EUA), entre 11 e 23 de setembro. Antepenúltimo em pista, somente o irlandês Daniel Coyle com Cita voltou a zerar, em 42s51, resultado que lhe garantiu a vitória e a fatia de U$ 126,720 mil da premiação.

Primeiro no desempate Rodrigo Pessoa com sua nova montaria Chaganus fez o melhor tempo do desempate, 39s584 conquistando o vice no GP. Em 3º lugar chegou Rodrigo Lambre, gaúcho radicado no México, uma falta, 41s628.

prova de salto

 Rodrigo Pessoa e Chaganus em ação debaixo de chuva

“Quando largamos no começo do desempate é preciso arriscar um pouco porque ainda estavam por vir bons cavaleiros", avaliou Rodrigo. “Tenho tido um pouco de dificuldade com o Chaganus nas combinações de vertical e oxer e sabia que seria difícil, mas não queria deixar a porta aberta", acrescentou o brasileiro que monta Chaganus, um oldenburger de 10 anos de filho de Chacco Blue, desde o final de 2017 quando o adquiriu do brasileiro Yuri Mansur.

"Ele é um cavalo muito afiado, quer fazer o melhor, tem grande coração e muito cuidadoso nos obstáculos. A única coisa que é um pouco difícil é o fato de ser um pouco tenso e na pista fica um pouco ligeiro. Por isso, comecei nas provas baixas nessa temporada para acertar o bridão. Já há algumas semanas ele vem bem e cada vez melhor", pontuou Rodrigo, cavaleiro brasileiro mais premiado de todos os tempos. Entre outras classificações, em 4/3, Rodrigo e Chaganus venceram o GP, a 1.50 metro, que fechou a 7ª semana do Winter Equestrian Festival.

Rodrigo Lambre também se mostrou satisfeito com sua montaria Coleman, um sela holandes filho de Kitile Horte, que o cavaleiro passou a saltar há cerca de 10 meses. “Antes ele era montado por Mario Onate, meu sócio e patrão. Meu primeiro grande resultado com o Coleman foi na Copa das Nações em Ocala(em 18/2 quando o Brasil foi prata) com um percurso limpo na 1ª volta e uma falta na 2ª", declarou o brasileiro que está competindo pela segunda vez na temporada do Winter Equestrian Festival e com um time de cavalos de primeira linha. “Certamente eu também estou aqui de olho em uma vaga no Time Brasil para os Jogos Equestres Mundiais. Estou muito feliz com o desempenho dos meus cavalos."

cavaleiro

Rodrigo Lambre e Coleman super afiados

 

Brasileiros Yuri Mansur, Pedro Muylaert e Rodrigo Lambre emplacam no Winter Equestrian Festival

Nessa sexta-feira, 9/3, teve dobradinha brasileira na prova FEI 2*, a 1.45 metro, no Palm Beach Equestrian Center, na 10ª de 12 semanas do Winter Equestrian Festival 2018, em Wellington (EUA). Montando Babylotte, Yuri Mansur zerou o desempate em 35s111 e Pedro Muylaert, o Pepê, com C´est Dorijke fez pista limpa, em 36s05, garantindo a 1ª e 2ª colocação. Participaram da disputa 83 conjuntos, entre os quais 11 foram ao desempate. 

Yuri Mansur em flash da vitória e Pedro Muylaert com Cest Dorijke em ação no Winter Equestrian Festival; img: cedida e Sportfot

Na prova FEI 5*, a 1.45 metro, o brasileiro Rodrigo Lambre com Chacciama emplacou em 4º lugar, sem faltas, 61s57. Dos 60 conjuntos em pista, 17 fizeram pista limpa. Entre eles Luiz Francisco de Azevedo com Collin, 7º colocado, 62s09.  A vitória foi do norte-americano top Mclain Ward com Bellefleur PS Z, sem faltas, 54s8.  

 

 

Outras notícias:

HIPISMO - SURPRESA NA 2º ETAPA DO CSN NA HÍPICA SANTO AMARO -SP

 

 

HIPISMO - COMEÇOU O CIRCUITO BRASILEIRO DE HIPISMO 2018 NA HÍPICA SANTO AMARO

 

Fonte: Imprensa CBH com Equestrian Sports Productions; imagens: Sportfot / divulgação

http://www.cbh.org.br/index.php/noticias-geral/8046-show-brasileiro-com-rodrigo-pessoa-e-rodrigo-lambre-em-gp,-a-1-60-metro,-nos-eua.html 

http://www.cbh.org.br/index.php/noticias-geral/8044-brasileiros-yuri-mansur,-pedro-muylaert-e-rodrigo-lambre-emplacam-no-winter-equestrian-festival.html 

 

voltar





informações sobre o colunista:
- E-mail:
[email protected]
- Nome Coluna: Rede Equestre
- Última postagem:




© 2014 - jornalequestre.com - O Hipologista. Todos direitos reservados. É proíbida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.